É melhor estar seguro.

Descubra como funciona um seguro de automóvel e por que vale a pena contratar. Foto/Reprodução: Ridofranz no iStock

Descubra como funciona um seguro de automóvel e por que vale a pena contratar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Sabe aquilo que as pessoas falam sobre não saber o dia de amanhã? O futuro é imprevisível, por isso, todo cuidado é pouco, não apenas com as pessoas que amamos mas também com nossos bens. Felizmente, existem maneiras de resolver os problemas e uma delas é através de um seguro de automóvel.

Só quem possui um carro sabe o quão dependente nos tornamos desse meio de transporte. Não tem coisa pior do que ficar na mão porque o veículo estragou, não é mesmo? Pode admitir, nós te entendemos. Então, um seguro de automóvel não poderia ser melhor! 

Pensando nisso, preparamos este post para explicar algumas dúvidas que você possa ter sobre o funcionamento de um veículo e as vantagens em contratar o serviço. Quer saber mais? Continue a leitura!

O que é e como contratar um seguro de automóvel?

Em resumo, um seguro auto é um contrato entre uma seguradora e o proprietário de um carro, no qual fica definido que o contratante tem direito a coberturas (a serem definidas) em caso de prejuízo ao bem. Em troca, o segurado paga uma taxa para a empresa. 

Essa taxa é definida de acordo com diversos fatores, como gênero, idade, local onde mora, tipo do veículo, modelo, entre outros. Além disso, também pode variar devido às coberturas escolhidas e o valor da indenização em caso de danos. De forma simples e direta: quanto mais chances o carro tiver de sofrer algum prejuízo, maior o valor do seguro. 

Antes de mais nada, ou seja, antes de assinar um contrato, você deve avaliar as suas necessidades. Qual tipo de cobertura não pode faltar no seu seguro de automóvel? Depois de você definir isso, pode ir em busca das opções – não se esqueça de buscar sempre a mais confiável e segura.

Descubra como funciona um seguro de automóvel e por que vale a pena contratar. Foto/Reprodução: Pattanaphong Khuankaew no iStock

A etapa das cotações é muito importante, considerando que você pagará um valor alto pelo serviço. Para ajudá-lo em todo esse processo, existem as corretoras de seguro, como a Canello, que intermediam as contratações.

Como e quando o seguro deve ser acionado?

Primeiramente, precisamos falar um pouco sobre a franquia do seguro. No momento em que você contrata um seguro de automóvel, fica acordado que a seguradora pode assumir os danos apenas uma parcela dos danos (nos casos de sinistros parciais) ou totalmente (quando há perda total).

Nos casos de sinistros com perdas parciais, um valor precisará ser desembolsado pelo contratante. Esse valor varia e é chamado de franquia (assunto do nosso próximo post aqui do blog!). No contrato, a franquia precisa ser especificada e, basicamente, pode ser de 3 tipos: reduzida, normal ou majora.

Quando os custos de reparo ultrapassam 75% do valor do carro – normalmente quando há perda total do veículo – o proprietário recebe uma indenização (prevista na apólice). 

Mas, como acionar o seguro em ambos casos de danos? É preciso comunicar a seguradora sobre o sinistro, ou seja, a ocorrência e ela irá orientá-lo sobre os próximos passos. Em casos de acidentes com terceiros, nos quais você seja o culpado, a seguradora vai arcar com os reparos.

Descubra como funciona um seguro de automóvel e por que vale a pena contratar. Foto/Reprodução: ipopba no iStock

Vale a pena contratar um seguro de automóvel?

Um seguro de carro pode cobrir desde furtos, roubos e acidentes até danos no retrovisor, incêndios e quedas de árvore. Qual a vantagem disso? Simples: você não precisará se preocupar com gastos excessivos e não será pego desprevenido

Então, sim, vale a pena contratar um seguro, desde que você saiba quais são as principais necessidades de cobertura. Se você quiser ajuda para isso, então entre em contato com a Canello! Podemos tirar todas as dúvidas que possam ter restado sobre o assunto.

Talvez você goste tambem