É melhor estar seguro.

Entenda como funciona a franquia do seguro auto. Foto/Reprodução: dusanpetkovic no iStock

Entenda como funciona a franquia do seguro auto

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Sempre falamos sobre a importância de contratar um seguro para o seu carro e como isso pode fazer toda a diferença em caso de danos ou acidentes. Uma palavra que sempre rodeia o assunto é a franquia do seguro auto, mas muitas pessoas ainda têm dúvidas a que o termo se refere.

Sendo assim, no post de hoje explicamos como funciona a franquia de um seguro auto e damos algumas dicas para você sobre o assunto. Quer saber mais? Continue a leitura!

O que é a franquia do seguro auto?

A franquia se refere à participação (em dinheiro) que o contratante do seguro precisa ter caso haja algum sinistro no automóvel. Ou seja, se você se envolver em um acidente e a lataria do carro amassar, por exemplo, o seguro vai cobrir parte do conserto e o restante será pago por você (franquia).

O valor da franquia varia de acordo com a apólice do seguro. Dessa forma, não existe um valor fixo, igual para todos os contratantes.

É válido ressaltar que a seguradora precisa aprovar todos os reparos antes de eles serem realizados, bem como o serviço da oficina (se esse for o caso). 

Entenda como funciona a franquia do seguro auto. Foto/Reprodução: skynesher no iStock

Sempre é uma boa ideia acionar o seguro?

Em alguns casos, você já deve ter ouvido falar que não compensa acionar o seguro. Isso é dito porque, provavelmente, o valor do conserto do automóvel será menor do que o valor da franquia.

Nesse caso, não é vantajoso acionar o seguro, já que a despesa será menor que o valor da franquia. 

Sinistros e o pagamento da franquia

A seguir, explicamos em quais casos a franquia deve ser paga, de acordo com os tipos de sinistro. Confira:

Sinistro integral: é quando os danos no carro ultrapassam 75% do seu valor de mercado. Quando isso ocorre, o segurado não precisa pagar a franquia. O mesmo acontece se o carro for roubado e a polícia não conseguir recuperá-lo.

Sinistro parcial: os danos ficam abaixo de 75% do valor do veículo. Normalmente é o que ocorre em colisões e pequenos furtos, e a pessoa precisa pagar o valor da franquia. 

Sinistro envolvendo terceiros: se você sofre um acidente, por exemplo, e bate em outro carro, é preciso pagar arcar com o valor da franquia. A seguradora, por sua vez, vai cobrir todas as demais despesas do seu carro e do terceiro, desde que isso esteja no contrato.

Entenda como funciona a franquia do seguro auto. Foto/Reprodução: sefa ozel no iStock

Quais os tipos de franquia do seguro auto?

Em resumo, existem três: básica, ampliada e reduzida. A primeira é a mais comum nas apólices de seguro auto e nela há uma participação do segurado nos prejuízos causados por evento (por exemplo, uma batida leve).

Já na franquia ampliada, o valor é mais de 100% da básica. Sendo assim, quem possui esse tipo de franquia tem maior participação nos prejuízos indenizáveis, mas o seguro é mais barato.

Por fim, quem possui franquia reduzida precisa pagar apenas 50% do valor da básica, mas o preço pago pelo seguro é mais alto.

Se você quiser saber mais sobre a franquia do seguro auto ou ainda fazer uma cotação para encontrar a melhor opção para seu veículo, não deixe de entrar em contato com a Canello! Esperamos por você!

Talvez você goste tambem